quarta-feira, 19 de maio de 2010

Será este desejo do filho de um bombeiro???



Sim e muito mais.

Os Bombeiros voluntários muitas das vezes põem os bombeiros à frente da sua família, são levados a isso pela pressão psicológica que os comandos dos corpos de bombeiros exercem sobre os seus homens, para que eles abdiquem ainda mais das suas famílias e do seu tempo de laser em prol dos bombeiros, mas quando devemos ser reconhecidos e compensados pelos sistemas de socorro, somos esquecidos e ignorados.

Os nossos filhos são os primeiros a notar que o seu pai é diferente dos outros pais, enquanto os outros pais depois do trabalho estão em casa brincar com eles, a fazer companhia, dar carinho, contar histórias, aconchegar os lençóis e dar um beijo de boas noites, o seu pai muitas das vezes está de piquete ou está em formação, quando ele chega a casa já o seu filho dorme um sono profundo, sonha com as brincadeiras inexistente que devia ter com o seu pai.

No Verão, enquanto os outros pais vão para a praia ou para o campo para se dedicarem em fazer actividades de laser com os seus filhos durante as férias, o seu pai esta a trabalhar nos bombeiros, fechado no quartel á espera que haja fogo, além disso ainda tem que fazer o seu piquete, ir a formação e quando o telefone ou a sirene do quartel toca, abandona mais uma vez o seu lar.

As crianças também vêem e sentem, que o seu pai bombeiro é um pai ausente, como muitos outros pais, mas os outros pais compensam trazendo as mãos cheias de coisas boas enquanto o pai bombeiro traz as mãos cheias de nada, muitas das vezes ainda tira do escaco rendimento familiar dinheiro para pagar a farda que estragou.

É por isso e por outras é que por outras não faço ECIN por 1.70 euros por hora, fico em casa porque ganho muito mais.
Fénixhttp://voo-da-fenix.blogspot.com/

1 comentário:

anasousa44 disse...

Tudo o que é dito neste mensagem é pura realidade e apoio em tudo o que está escrito.

Melhor eu não diria....