domingo, 10 de dezembro de 2006

Bombeiro Voluntários conhece-os?

Fala-se muito dos Bombeiros na comunicação social, fundamentalmente na “época” dos fogos florestais ( o muito que se disse escreveu e mostrou em 2003?), e quando existem outras calamidades (grandes fogos industriais ou urbanos, inundações, acidentes graves ou outros sinistros graves ).Umas das vezes enaltece-se o papel dos Bombeiros (felizmente a maior parte das vezes), noutras são fortemente criticados (falta de coordenação, de organização, de Bombeiros). Mas, na comunicação social, nunca chega a ir ao fundo das questões, a profundar a origem dos problemas, a indicar soluções para os mesmos, porque isso não é noticia, não se vende.
Quero escrever sobre os Bombeiros Voluntários, e não sobre os Bombeiros Profissionais, não só porque os primeiros são a grande maioria em Portugal, prestando serviço às populações que servem e, por isso, ao seu País, muitos milhões de serviço por ano, mas porque é a realidade melhor que eu conheço.
Sou Bombeiro Voluntário desde 1975, ano em que ingressei, como cadete, no Corpo de Bombeiros Voluntário de Loures. Sou há pouco mais de 3 anos , o seu Comandante e primeiro responsável. Tenho a minha profissão, como militar( Capitão do Quadro Permanente da Força Aérea Portuguesa), fui autorizado a ser Bombeiro ”sem prejuízo para o serviço e sem dispêndio para a fazenda Nacional”.
Sou casado e tenho dois filhos que, por acaso, também já estão nos Bombeiros. Sou voluntário e exerço a minha função de forma totalmente gratuita, sem quaisquer benesses (fiscais, sociais ou outras), exactamente da mesma forma que o fazem muitos milhares de Bombeiros Voluntários em todo o País.
Na entrevista que faço aos que querem ingressar no Corpo de Bombeiros pergunto se sabem o que significa ser Bombeiro Voluntário? E muitos não têm a noção do que é ser Bombeiro Voluntário. Uns não sabem que não se ganha nada ...Outros julgam que , como são voluntários , vêm ao Quartel prestar serviço apenas quando querem...Alguns julgam que começam logo apagar fogos, a socorrer feridos, não se apercebendo da quantidade de horas de formação que precisam de Ter para o poderem fazer...
A todos esclareço que a palavra “voluntário” nos bombeiros não é nem nunca poderá vir a ser sinónimo de “amador”. Os Bombeiros Voluntários não são amadores ! São profissionais, na forma de actuar, como são os Bombeiros profissionais.(Sapadores ou Municipais). Na área de actuação própria de cada Corpo de Bombeiros Voluntários são eles os responsáveis pela prestação de socorro às suas populações (nos incêndios, nas inundações, nos desabamentos, nos diversos tipos de acidente, na prestação dos primeiros socorros aos feridos, e em muitos outros incidentes para quais são chamados a toda a hora). E, por isso , nos bombeiros a palavra “voluntário” como sinónimo de se fazer o que se quer só se aplica para entrar e para sair dos Bombeiros. Entre esses dois momentos têm um compromisso se cumprir com tudo aquilo que lhe for determinado. E caro leitor, acredite que nos Bombeiros Voluntários é exigido muito!
E por isso lanço ao leitor este desafio: o de conhecer os seus Bombeiros! Conhece-os?
Já precisou deles? Sabe ,no entanto, que eles precisam sempre de si? Do seu apoio, do seu incentivo, do seu carinho, do seu contributo? É daqueles que os critica porque passaram com uma Ambulância em excesso de velocidade? Ou é daqueles que os critica porque demoram muito tempo a chegar até si, quando está desesperado por socorro? Sabe que os bombeiros Voluntários pertencem a Associações de Humanitárias, que são identidades privadas, e que se substituem ao Estado na função de garantir o socorro as populações? Sabe que em Portugal o estado não tem Bombeiros? Sabe que os Bombeiros Voluntários são das poucas (ou únicas ) entidades privadas que garantem um serviço ás populações 24 horas por dia, todos os dias do ano? Sabes como são financiados? Sabe quanto custam os seus equipamentos? Como é a sua formação? Quanto milhões de euros poupam ao estado (e, por frequência, a todos os cidadãos) por ano, pelo facto de serem voluntários?
As perguntas que eu poderia fazer ao leitor são inumaras. E todas podem suscitar outras
questões que podem dar origem a outros artigo. E gostaria muito que escrevessem e reflectissem sobre os Bombeiros.
Termino desejando a todos os leitores do “Jornal de Loures” e as suas famílias um óptimo ano 2005, com muita saúde ( que é o que bem mais precioso que temos) e que nunca venham precisar dos nossos serviços dos Bombeiros.

Texto da autoria de Carlos Monserrate Comandante dos Corpo de Bombeiros Voluntários de Loures " Jornal de Loures"
Foto de Nuno Andre Ferreira

3 comentários:

Anónimo disse...

Acho que muitos BV esquecem-se do que é ser voluntário!!
Os BV são as entidades que mais apoios e donativos em €€€ recebem do estado e estão sempre a reclamar por mais!! Acordem e reflitam sobre a palavra voluntariado.
Não quero com isto culpar o bombeiro que dá o corpo ao manifesto, mas sim quem ocupa os cargos directivos.

reinaldo disse...

Seja qual for as verbas que o estado atribui a este sector não chegam para as despesas existentes, os milhões de euros que muitas das vezes se ouve falar não são certamente para os Bombeiros, porque o SNBPC tem vários departamentos que consomem 90% das verbas.

O problema é a palavra voluntário, essa palavra dá a origem que se abuse dos Bombeiros, pelo não reconhecimento das pessoas que dão o pouco tempo livre as suas comunidades, para umas coisas somos reconhecidos como profissionais, mas para outras não. Principalmente quando chega ao reconhecimento monetário, ai vem logo a palavra voluntário não serve, se servimos para o mal servimos para o Bem, voluntários na opção e profissionais na acção

Anónimo disse...

Se o SNBPC tem vários departamentos que consomem 90% das verbas, assim as Associações de BV, a coisa é toda a mesma, se quem diz que manda no SNBPC são os bombeiros...